Tudo sobre a Dieta Paleolítica

O mundo fitness é carregado de receitas malucas para emagrecimento. Tem gente que faz de tudo para ter o corpo ideal e não se importa com as consequências que podem afetar a saúde nessas aventuras culinárias. Viver de shakes não é uma opção agradável para o corpo, que precisa de uma fonte de vitaminas para se manter saudável e pronto para receber qualquer dieta. Comer o mínimo possível também não é ideal, sendo que o corpo precisa de pelo menos três alimentações diariamente. Foi em busca dessas receitas malucas que as mais variadas dietas começaram a surgir.

food-1209503_1920

A alimentação de hoje em dia é basicamente excesso de carboidrato, açúcar e alimentos industrializados e processados impostos pela dieta contemporânea, que levam a quadros de diabetes, distúrbios metabólicos, problemas do coração, obesidade. Essa dieta o grupo dos carboidratos como os pães, massas e arroz são digeridos no estômago rapidamente elevando os níveis de glicose na corrente sanguínea, e a glicose em excesso pode ser metabolizada e transformada em gordura, levando ao acúmulo no tecido adiposo. Estes carboidratos refinados são excluídos da Dieta Paleolítica, contribuindo assim com o emagrecimento.

O que é a Dieta Paleo?

A dieta paleo (como também é conhecida) consiste numa alimentação de caça e de coleta de alimentos, a dieta paleolítica é composta de:

Frutas e vegetais: consumir grandes quantidades de vegetais, de preferência crus, e de 2 a 4 frutas por dia, de preferência cruas e com casca e bagaço.

É importante lembrar que as frutas, raízes e tubérculos como batata inglesa, batata doce, macaxeira e inhame são ricos em carboidratos, devendo serem consumidos em pequenas quantidades para favorecer a perda de peso.

Carne: pode ser consumida em grandes quantidades. O aumento desse consumo de alimentos proteicos ajuda a fortalecer a massa muscular e a dar mais saciedade ao corpo, ajudando a controlar a fome.

No entanto, é importante lembrar que em algumas situações o consumo excessivo de carnes deve ser evitado, como são os casos de doença renal crônica e gota.

Gorduras: a gordura presente nas carnes, além das gorduras presentes em alimentos como sementes, castanhas, amendoins, nozes, amêndoas, coco e abacate.

Quais os benefícios dessa dieta?

A dieta paleolítica prevê a eliminação do consumo de alimentos industrializados em geral, com glúten ou lactose, uma vez que o consumo destes alimentos atualmente pode estar associado ao ganho de peso, aparecimento de inflamações, distúrbios endócrinos e metabólicos.

picadinho

No cardápio da Dna Natural você encontra variedades em carnes e saladas, que contribuem na dieta paleolítica.