Posts

O que você precisa saber para começar uma dieta vegana

A dieta vegana exclui qualquer alimentos de origem animal, como carne, peixe, leite, queijo, ovos e mel. É uma dieta rica em fibras, grãos, frutas e legumes, esse tipo de dieta traz vantagens como diminuição o risco de doenças cardiovasculares, câncer e regula e ajuda no controle do peso e do trânsito intestinal. Porém, como qualquer dieta, quando a alimentação é muito restrita na variedade de alimentos, isso pode trazer pontos negativos como aumento do risco de problemas como anemia, osteoporose e prisão de ventre.

Importante os adeptos dessa dieta se submetam a exames de sangue regularmente para determinar se há carência de algum nutriente em especial.

Quais nutrientes e alimentos devo consumir?

No momento em que um grupo de alimentos é excluídos da rotina alimentar, como por exemplo, os alimentos de origem animal, consequentemente haverá carência de vitaminas e minerais que dificilmente são encontradas em verduras.

Vitamina B-12: É responsável pelo desenvolvimento de glóbulos vermelhos saudáveis e pode ajudar a prevenir a anemia. Ela só é encontrada em produtos de origem animal – e em alguns poucos tipos de algas.

Proteína: As proteínas ajudam a construir e manter os músculos, os órgãos, a pele e os ossos. Por isso, é essencial ingerir além de verduras e legumes, determinados produtos como frutas secas, sementes, produtos à base de soja, legumes, lentilhas e grãos, de forma a obter suficiente proteína.

Ômega-3: Outros nutrientes importantes e difíceis de suprir na dieta vegana é ômega 3, ferro e cálcio. Ômega-3 previne contra doenças cardiovasculares, sem ovos ou peixes na dieta, a recomendação é buscar produtos enriquecidos com ácidos graxos ômega-3 como linhaça e chia.

Ferro: O ferro é encontrado facilmente a partir de produtos de origem animal do que vegetal. Os veganos deve comer grandes porções de folhas verdes escuras, cereais integrais, feijão ou ervilha, lentilha, cereais enriquecidos e frutas secas para suprir a necessidade. Para aumentar a absorção de ferro, recomenda-se também comer alimentos ricos em vitamina C, como repolho, tomate, brócolis, morangos e limões.

Cálcio: O cálcio é importante para manter a saúde óssea, dessa forma os adeptos da dieta vegana podem usar substitutos como o leite de soja, amêndoas ou suco de frutas, cereais ou mesmo tofu com adição de cálcio. Folhas verde-escuras, como brócolis e couve, também contêm cálcio, mas sozinhas não são suficientes para suprir a necessidade de cálcio do organismo.

Vale lembrar que na DNA Natural temos a opção “Monte sua Salada” onde você pode consumir todos os nutrientes necessários para manter sua energia em dia. Além, é claro, dos melhores sucos naturais para deixar você refrescado.

suco.jpg

Tudo sobre a Dieta Paleolítica

O mundo fitness é carregado de receitas malucas para emagrecimento. Tem gente que faz de tudo para ter o corpo ideal e não se importa com as consequências que podem afetar a saúde nessas aventuras culinárias. Viver de shakes não é uma opção agradável para o corpo, que precisa de uma fonte de vitaminas para se manter saudável e pronto para receber qualquer dieta. Comer o mínimo possível também não é ideal, sendo que o corpo precisa de pelo menos três alimentações diariamente. Foi em busca dessas receitas malucas que as mais variadas dietas começaram a surgir.

food-1209503_1920

A alimentação de hoje em dia é basicamente excesso de carboidrato, açúcar e alimentos industrializados e processados impostos pela dieta contemporânea, que levam a quadros de diabetes, distúrbios metabólicos, problemas do coração, obesidade. Essa dieta o grupo dos carboidratos como os pães, massas e arroz são digeridos no estômago rapidamente elevando os níveis de glicose na corrente sanguínea, e a glicose em excesso pode ser metabolizada e transformada em gordura, levando ao acúmulo no tecido adiposo. Estes carboidratos refinados são excluídos da Dieta Paleolítica, contribuindo assim com o emagrecimento.

O que é a Dieta Paleo?

A dieta paleo (como também é conhecida) consiste numa alimentação de caça e de coleta de alimentos, a dieta paleolítica é composta de:

Frutas e vegetais: consumir grandes quantidades de vegetais, de preferência crus, e de 2 a 4 frutas por dia, de preferência cruas e com casca e bagaço.

É importante lembrar que as frutas, raízes e tubérculos como batata inglesa, batata doce, macaxeira e inhame são ricos em carboidratos, devendo serem consumidos em pequenas quantidades para favorecer a perda de peso.

Carne: pode ser consumida em grandes quantidades. O aumento desse consumo de alimentos proteicos ajuda a fortalecer a massa muscular e a dar mais saciedade ao corpo, ajudando a controlar a fome.

No entanto, é importante lembrar que em algumas situações o consumo excessivo de carnes deve ser evitado, como são os casos de doença renal crônica e gota.

Gorduras: a gordura presente nas carnes, além das gorduras presentes em alimentos como sementes, castanhas, amendoins, nozes, amêndoas, coco e abacate.

Quais os benefícios dessa dieta?

A dieta paleolítica prevê a eliminação do consumo de alimentos industrializados em geral, com glúten ou lactose, uma vez que o consumo destes alimentos atualmente pode estar associado ao ganho de peso, aparecimento de inflamações, distúrbios endócrinos e metabólicos.

picadinho

No cardápio da Dna Natural você encontra variedades em carnes e saladas, que contribuem na dieta paleolítica.

Tudo sobre Dieta Low Carb

Imagina fazer uma dieta livre de qualquer carboidrato. Você consegue se imaginar sem comer arroz ou macarrão? Ou alimentos derivados do trigo?  Batata mesmo, é melhor nem pensar. Assim funciona da dieta Low Carb, ela reduz o consumo de carboidrato e costuma balancear a alimentação para reduzir o apetite e mesmo assim saciar a fome.

Low Carb é uma dieta com pouco ou quase nada de carboidrato, o consumo deve ser menor que 150 gramas por dia (normalmente é de 50 a 150 gramas) . O carboidrato é substituído por alimentos ricos em proteínas e gorduras.

picadinho

Qualquer pessoa pode fazer essa dieta?

Sim, qualquer pessoa pode fazer. Esse tipo de protocolo pode ser utilizada praticamente em quase todas as doenças degenerativas.

Tem contraindicações?

Como é uma Dieta restrita, pode prejudicar a capacidade do indivíduo de praticar atividade física, por reduzir os estoques de glicogênio muscular e aumentar a fadiga durante o exercício, reduzindo o rendimento.

Os benefícios são:

Reduz o apetite;
Aumento da saciedade;
Aumenta os níveis de colesterol bom (HDL);
Controla os níveis de açúcar no sangue;
Previne a diabetes;
Reduz a pressão arterial;
Previne contra doenças cardíacas;
Eficaz nas doenças metabólicas;
Reduz os níveis de triglicerídeos no sangue.

PRATOS_DNA-5-6

Quais alimentos geralmente indicados para quem faz esse tipo de dieta?

Alimentos ricos em proteínas e gorduras são essenciais. No cardápio da Dna Natural você encontra essa dieta equilibrada pois nosso cardápio é pensado na sua saúde e elaborado por nutricionistas. Alimentos geralmente usados nessa dieta:

  • Carne bovina, porco, frango, peixe e frutos do mar;
  • Ovos;
  • Verduras e legumes;
  • Folhas verdes;
  • Abacate, coco, morango, kiwi, limão;
  • Outras frutas em pouca quantidade;
  • Sementes como chia e linhaça;
  • Oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas, amendoim);
  • Queijos
  • Gorduras e óleos como azeite de oliva, banha, óleo de coco, creme de leite, manteiga;
  • Batata, cenoura e beterraba em pouca quantidade;
  • Chocolate amargo;
  • Adoçantes naturais (xilitol, eritritol, stevia).
  • Suco detox, desde que sem adição de açúcar.

Atenção, é muito importante procurar orientação nutricional com um nutricionista antes de iniciar qualquer dieta, somente esse profissional pode diagnosticar e acompanhar o estado nutricional do seu corpo, prescrever dietas e suplementos dietéticos para indivíduos sadios e enfermos.

salmao

Importância das verduras numa refeição

Mesmo que esteja em cima da mesa no almoço, a grande maioria ainda se recusa a incluir qualquer tipo de verdura na rotina alimentar. Principalmente quando vão em restaurantes, onde a sessão de salada é aquela que está sempre saciada, sem nenhuma folha fora do lugar. Porém, mudar esse tipo de pensamento é ideal para ter uma vida mais leve e produtiva.

Salada_CaesesMignon (1)

As verduras são ricas em fibras, ajudam emagrecer, dão saciedade, tem custo baixo e não devem faltar nas refeições, já que são ricas em nutrientes além dos benefícios à saúde. Podemos citar exemplos como:

  • Alface: rica em minerais como potássio, fósforo, cálcio, sódio, magnésio e ferro. vitamina a, b1, b2, b5, c. Todas as alfaces têm ação calmante, sedativa, laxante, diurética, desintoxicante, expectorante, combate doenças renais, urinárias e palpitações do coração.
  • Acelga: é antioxidante, previne o envelhecimento precoce, diabetes, doenças do coração, fortalece o estômago, intestino, combate prisão de ventre, fortalece o fígado, combate cálculos renais e biliares, dermatoses, vômitos, úlceras, fortalece os ossos. Rica em nutrientes como: vitaminas a, b1, b2 b5, c e k e minerais como potássio, cálcio, fósforo, sódio e ferro.
  • Agrião: fonte de ferro e vitamina c, o agrião age nas doenças do fígado, renais, da pele, expectorante, tonifica o estômago, depurativo do sangue, combate anemia e gripes.
  • Couve: ótimo detox, a couve ajuda limpar o fígado, é expectorante, fortalece os cabelos, combate o alcoolismo, bócio, doenças do fígado e vermes. Rica em nutrientes, a couve tem vitaminas a, b1, b2, b5, c. Minerais como o cálcio, enxofre, fósforo, sódio, cloro, magnésio e ferro.
  • Rúcula: rica em vitamina a, c, k, ferro, potássio, manganês, cálcio, enxofre. A rúcula é digestiva, rica em fibras melhorando o intestino.
Todas as verduras são saudáveis, recomendadas em dietas saudáveis e equilibradas. A dica é variar os tipos no preparo das refeições para obter variedades de nutrientes das verduras.

As verduras em geral apresentam baixo teor de carboidratos, com cerca de 5%, não é interessante restringir outros grupos alimentares, faltará nutrientes de importância para nosso organismo. Além disso, mudar drasticamente uma rotina alimentar pode ter consequências, exemplo disto é a redução da imunidade. A baixa imunidade pode facilitar o aparecimento de várias doenças.

criesua_saladafrango-2.jpg

O paladar se adapta ao gosto das verduras com o passar da dieta?

Sim! É possível e com muita determinação, porém, temos que romper com paradigmas; para quem não aprecia o sabor das verduras, mas deseja se alimentar melhor, isso pode ser um pouco angustiante.

A Dna Natural tem um sistema muito legal que faz com que você monte a própria salada e escolha quais vegetais e verduras deseja ter no seu prato. Venha nos conhecer e saber mais sobre as nossas refeições.

Saiba como comer no horário certo

É comum você ver quem está passando por uma reeducação alimentar ou uma dieta equilibrada, o hábito de comer em um determinado intervalo de tempo. Caso a dieta seja mais rigorosa os prazos podem variar. Porém, adequar-se para comer no horário certo é uma prática que ajuda seu organismo a funcionar melhor e assim trazer mais disposição para enfrentar sua rotina. Para tirar suas dúvidas nossa nutricionista trouxe algumas dicas e informações de como facilitar o processo de manter um horário de alimentação.

2708 Dna da Nutri

A CADA 3 HORAS

Alimentar-se a cada três horas sempre foi a estratégia mais indicada para seguir uma dieta saudável. Entre os motivos para adotar o intervalo de 3 horas, podemos citar a redução da compulsão, aumento da saciedade (evita ataques de fome) e manutenção dos níveis sanguíneos de cortisol (o hormônio do estresse), açúcar e outros nutrientes.

DICAS ESSENCIAIS

Atualmente outras formas estão sendo utilizadas para cada tipo de objetivo e perfil de paciente, por isso, a importância do acompanhamento de um nutricionista, pela questão da individualidade de cada paciente. Para ter o hábito de se alimentar corretamente, seguindo os horários, é preciso organização, pensar no dia seguinte, onde estará, e assim organizar todas as refeições do dia. Outra dica valida, é cozinhar no tempo livre, em grande quantidade, ficando assim mais prático cumprir o planejamento alimentar da semana.

PARA PESSOAS NOTURNAS…

Com a rotina cada vez mais agitada, também há as pessoas que buscam um equilíbrio alimentar, mas estão ativos no período noturno, para esses casos, é recomendado realizar as três refeições principais: café da manha, almoço e ceia (que deve ser realizada mais ou menos 2 horas antes de dormir), e uma boa hidratação durante todo o dia. O sono é essencial para ter energia no dia seguinte, se alimente bem, e durma bem.

Na Dna Natural você consegue regular o tipo de prato que preferir, sempre saudável, com seus horários flexíveis. Algumas das nossas franquias possuem o delivery que leva a comida até onde você estiver, sendo assim, você não precisa se preocupar caso esqueça da sua refeição em casa. Dentro do nosso cardápio, que é inteiramente pensado numa alimentação balanceada e saudável, você pode escolher pratos executivos para seu almoço, lanches da tarde com nossos wraps e uma salada a noite caso prefira algo mais leve.

Acesse nosso site e se  informe da loja mais próxima de você. #meudnaénatural #dnadanutri #comerbemfazbem

Nutricionista,
Daiane F. Marcos

Como incluir salada no cardápio alimentar

As saladas normalmente são incluídas em uma reeducação alimentar como entrada por causarem saciedade e facilitar a diminuição na refeição principal.

Quem tem o hábito de comer salada diariamente tem dificuldade de fazer uma refeição sem ela. Acontece que o hábito de comer salada acompanhada das refeições ainda não é recorrente no cardápio brasileiro. A população brasileira ainda prefere aquela pizza, batata frita e alimentos repletos de gorduras. Por isso salientamos postagens destinadas aos benefícios de buscar uma alimentação mais saudável e formas de conseguir isso sem deixar o sabor de lado. Até porque comer uma coisa sem que você sinta vontade de repetir, é desanimador.

0608 Face Dna da NutriAs saladas têm muitos benefícios por possuírem um alto teor de água e baixas calorias, ajudando assim a hidratar o corpo e perder peso. São facilmente digeridas pelo organismo, com isso você não se sente pesado ao ingerir.

Saladas não precisam ser servidas como entradas. Elas caem muito bem como pratos principais ao serem servidas com proteínas. Elas causam saciedade por possuírem um alto valor biológico de aminoácidos essências, além de serem ricas de nutrientes. Ou seja, você come alimentos saudáveis e tem a sensação de sacies sem nenhum desconforto ao organismo, algo que, por exemplo, com alimentos mais pesados poderia acontecer.

COMO INCLUIR NO CARDÁPIO?

> Elas podem ser incluídas em uma reeducação alimentar de forma prática e rápida como cruas, refogadas e até mesmo junto as refeições principais para quem não tem o hábito de consumi-las como entrada.

> Já legumes e verduras podem ser preparados com carnes, arroz e massas.

> Podemos incluir facilmente as oleaginosas como: castanhas, amêndoas, nozes e outras, que são ricas em ômega 3 que é considerada a gordura boa.

COMO TEMPERAR SALADAS?

E para temperar, o azeite de oliva é uma opção muito saborosa, contribui no controle do colesterol e favorece a saúde cardiovascular o limão também é uma pedida por conter vitamina C que ajuda na absorção de ferro.

Na Dna Natural temos muitas opções de saladas e acompanhamentos, além da opção dos adicionais.

Acesse nosso site e se  informe da loja mais próxima de você. #meudnaénatural #dnadanutri #comerbemfazbem

Nutricionista,
Daiane F. Marcos 

Como começar uma alimentação saudável

Comer bem não é aquele horror que todos geralmente tremem de medo. Não é necessário ter uma alimentação regada de legumes e água, afinal emagrecer ou ter uma alimentação saudável não precisa ser sinônimo de sofrimento. Muita gente pensa que começar uma dieta é abrir mão de comidas “gostosas”, mas não levam em consideração aprender a adotar hábitos alimentares inteligentes que, além de contribuir para a dieta, ainda melhoram a saúde. Ainda existe um certo preconceito com comidas saudáveis, mas lembre-se que a sua alimentação deve proporcionar sabor, saúde e bem-estar e é possível isso com algumas mudanças simples.

asasa

Como as substituições de alimentos sem valores nutritivos por alimentos com nutrientes próprios. Embora achem que carne está totalmente fora de cogitação, não é verdade! É essencial a inclusão de alguns alimentos como carnes e saladas que já possuem todos os nutrientes necessários em uma única refeição. Comer um pouquinho de cada coisa é sempre bem vindo, mas tem que tomar cuidado com os exageros.

Leia os rótulos: ler a lista de ingredientes de um produto é essencial para começar a comer bem, o primeiro ingrediente que apareça na lista do rótulo é o que mais contém dentro do produto, então atente-se as farinhas e açúcares.

Não coma gordura trans: uma gordura criada pela indústria para favorecer a quantidade dos produtos, por ser totalmente manipulada nosso corpo não absorve e essa gordura acaba indo para nossas artérias e assim aumentando o colesterol ruim.

Beba água: beber água é recomendado por todo nutricionista, médico, mães… E todos estão com profunda razão, obviamente. Água é o melhor remédio para o organismo, até porque somos compostos de água.

Substitua: a substituição de alimentos no seu cardápio pode ajudar bastante. Inclua frutas, legumes, grãos, proteínas. Quando menos industrializado você entrar em contato melhor para seu organismo.

O simples hábito de fazer refeições em ambientes adequados pode te ajudar, por isso na Dna Natural temos várias opções pra quem deseja mudar de hábitos sem abrir mão de comer bem. Uma recomendação é apostar em ingredientes termogênicos em sucos, saladas e pratos principais. Muitos ingredientes garantem aceleração do metabolismo, facilitando a queima de calorias mais rápido e sem passar fome.

OMELETE

Na Dna Natural temos algumas opções de sucos com frutas cítricas, que graças à alta concentração de vitamina C ajudam a eliminar a gordura do corpo e fortalecem o sistema imunológico. Temos também sopas que usam como ingrediente o “famosinho” gengibre que acelera o metabolismo, e muito mais…

Aqui você pode pedir todos esses pratos deliciosos. Tá esperando o que para correr até a Dna Natural mais próxima e pedir o seu? Não esqueça de usar a hashtag #dnadanutri nas suas redes sociais mostrando o prato que decidiu nas nossas lojas.

Acesse nosso site e se  informe da loja mais próxima de você. #meudnaénatural #dnadanutri #comerbemfazbem

Nutricionista,
Daiane F. Marcos