Dicas para combater a imunidade baixa

A baixa imunidade é um fator que pode estar muito presente na vida de algumas pessoas, como também podem aparecer em um momento específico da vida. Um fator que pode levar à essa  imunodeficiência é a má alimentação. Por isso saber o que você está comendo ou se atentar para ingerir alimentos ricos em vitaminas é vital. Então, se você percebeu que está fraco ou apresenta alguns sinais comuns dessa discorrência no organismo, atente-se as nossas dicas.

Como saber se estou com a imunidade baixa?

Muitas pessoas conseguem identificar à baixa imunidade quando erupções, conhecidas como herpes, aparecem em regiões do corpo. Você provavelmente já ouviu falar nelas e certamente já conheceu alguém que passou por essa situação. Talvez até você já tenha passado e sabe do que estou falando. Sabemos o quanto pode ser chato, mas calma que tudo tem solução… ;)

Estar sempre resfriado ou passando por infecções constantes também podem ser causas, isso indica que seus anticorpos não estão agindo da forma que deveriam e que seu sistema imunológico não está fazendo seu trabalho com eficácia.

Quais alimentos vão ajudar?

Embora a lista de deficiências e efeitos colaterais que essa disfunção possam trazer ao seu organismo e consequentemente ao externo do seu corpo, aumentar a imunidade está muito ligada à uma boa alimentação. Isso porque nosso corpo precisa de vitaminas. Toda aquela história que sua avó contava da beterraba para corar a pele e da cenoura para clarear os olhos, têm fundamentos.

Na Dna Natural nós temos um cardápio completo para ajudar você, afinal nossos pratos são desenvolvidos por nutricionistas pensando no seu bem estar e saúde, além é claro de fornecer uma saborosa refeição.

Se você percebeu que sua imunidade anda em baixa, ajustar suas refeições vai ser fundamental para deixar seu sistema imunológico forte e assim mais disposição no seu dia a dia. Isso porque os alimentos são ricos em vitaminas, minerais e outras substâncias que auxiliam na manutenção desse sistema.

Frutas Cítricas – Nossos sucos são recheados de frutas cítricas e é uma boa pedida. Nossos sucos já foram considerados os melhores do Brasil pela Revista Veja. Invista em frutas como laranja, abacaxi, acerola, limão, tomate, além dos vegetais brócolis, couve e pimentão verde e vermelho que são ricos em vitamina C, antioxidante que aumenta a resistência do organismo.

Alimentos Ricos em Zinco – Carne, cereais integrais, castanhas, e leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico), são os melhores amigos do zinco, nutriente que combate resfriados, gripes e outras doenças do sistema imunológico. Então você pode abusar dos nossos executivos. ;)

Alimentos Antioxidantes – São ótimos para cicatrização e aumentar a imunidade. Alinhado à essa fase de erupções cutâneas e infecções pelo corpo, esses alimentos podem ser uma boa solução. Castanha-do-Pará e cogumelos, como o champinhom, são alguns exemplos desses alimentos.

Gengibre, Pimenta e Tomate – Olha esse trio, eles juntos podem ficar melhor ainda. Use em temperos, em saladas e nos seus pratos prediletos.  O gengibre vai auxiliar em dores de garganta e nas defesas do seu organismo. A pimenta é fonte de betacaroneto, substância que deriva à vitamina A, nutriente que protege o organismo de infecções. Por fim e não menos importante, o tomate, é ótimo para remover radicais livres – responsáveis pelo envelhecimento celular e por deixar o corpo propício a receber doenças.

Iogurte – Pode parecer estranhos ele aparecer nessa lista, mas saiba que o iogurte é um excelente aliado para o intestino e, um intestino saudável, é capaz de separar o que não nos faz bem e absorver os principais micronutrientes, como as vitaminas.

E aí, o que achou dessas super dicas? Você é do tipo de pessoa que não cuida da alimentação e está sempre com problemas de baixa imunidade? Agora é fácil se prevenir e deixar esse sistema imunológico funcionando a todo vapor!!! Que tal você sugerir essa matéria para algum coleguinha? Compartilhe com seus amigos e nos acompanhe nas redes sociais. :D

 

Biomassa de Banana Verde

Este ingrediente incrível e natural está presente em alguns pratos da DNA Natural

A banana é um fruto bem popular no Brasil, porém a maioria das pessoas a consome madura e rejeita a versão verde, por conta do seu sabor que costuma “amarrar” a boca. E como resolver isso? As frutas não deveriam ser consumidas maduras? Bom, não necessariamente. Basta transformar a fruta verde em biomassa.  Vamos explicar…

O que é a Biomassa?

A biomassa é uma preparação que se faz com a fruta bem verde, formando um creme espesso. A grande vantagem é que ela não tem gosto e pode ser acrescentada a preparações como molhos, bolos, biscoito, pães, sucos e vitaminas, pois ela funciona como um espessante, substituindo ingredientes super calóricos e nocivos para a saúde, como o leite condensado, creme de leite e maionese.

Além de poder ser incluída em diferentes tipos de pratos, a biomassa ajuda no emagrecimento, pois é considerado um alimento funcional, quando cozida, apresenta um teor excelente de amido resistente, que tem ação semelhante a das fibras. Por ser resistente, ele não é digerido pelo intestino delgado, deixando diversos nutrientes no organismo, promovendo a saciedade e evitando que você fique com fome fora de hora. Com o apetite controlado você come menos, e isso ajuda a perder peso.

Benefícios de Consumo

  • Rica em vitaminas A, B1, B2 e minerais essenciais como fósforo, magnésio e potássio, a biomassa também é um dos alimentos antioxidantes que age na prevenção de doenças como o câncer e ajuda a combater o envelhecimento precoce.
  • Aumenta a felicidade, evitando a depressão, pois é rica em vitamina B6 e triptofano, dois nutrientes essenciais para a produção de serotonina, o “hormônio da felicidade”, um dos neurotransmissores associados à sensação de prazer e bem estar.
  • Alivia os sintomas da TPM, por conter uma boa quantidade de magnésio, alivia os sintomas da cólica e dor de cabeça, evita inchaços e melhora o humor. Ajuda a melhorar o sono e a diminuir a vontade por doces, tão comum no período menstrual.
  • Controla a Glicemia e previne a diabetes, este é certamente um dos maiores benefícios da banana verde. A presença do amido resistente e das fibras faz com que a glicose seja liberada lentamente, exigindo assim menos insulina (hormônio que faz a quebra da glicose) e contribuindo, portanto, para um baixo índice glicêmico. Esse processo lento da biomassa de banana verde é essencial tanto para quem precisa prevenir a diabetes quanto para quem já a possui

banana-3264061_1920

Este ingrediente incrível e natural, que atua como um coadjuvante perfeito em uma refeição, passando completamente despercebido ao paladar está presente em alguns pratos da DNA Natural, como no feijão e nas sopas. Venha experimentar!

Futura mamãe, você se alimenta bem?

Nós da DNA natural podemos lhe dar algumas dicas…

A gravidez é um bom momento para criar hábitos saudáveis, pois o bebê depende da sua alimentação. Tão importante quanto a nutrição do pequeno é preparar o seu organismo para a maratona que vem pela frente: suportar as poucas horas de sono e a atividade intensa nos primeiros meses com um recém-nascido exige muita disposição mental e física.

A melhor maneira de passar por essa fase é se alimentar bem durante e após a gestação. Bom senso e atenção são suficientes para garantir uma alimentação para lá de saudável e, consequentemente, o ganho de peso dentro dos padrões.

Confira as Dicas Nutricionais de Alimentação para cada etapa da gestação:

 Primeiro trimestre: invista em ferro e ácido fólico

Nesse período, as transformações no corpo ainda não são muito perceptíveis, mas muitas alterações internas estão acontecendo.

A ingestão do ácido fólico é fundamental, uma vitamina do complexo B que previne defeitos congênitos, que afeta o cérebro e a medula espinhal

Encontramos esses nutrientes, em folhas escuras (espinafre, couve e brócolis), beterraba, aspargos, abacate, castanhas e nas frutas cítricas.

Leguminosas como feijão e grão de bico contém ferro, um nutriente que reduz os riscos de anemia. Na DNA Natural encontramos vários destes nutrientes em nossasdeliciosas saladas e sucos super nutritivos.

Segundo trimestre: o paladar fica mais apurado

É a melhor fase da gravidez. A energia aumenta. A necessidade de ferro e cálcio também aumenta. Como a comida volta a ser atraente, prefira opções ricas em fibras, como cereais, pães integrais e frutas. A banana, fonte de vitamina B6 e potássio, é uma opção nutritiva e substanciosa. Procure consumir cinco porções de frutas, variadas, diariamente. Em nosso cardápio temos por exemplo a tigela de açaí com banana, extremamente nutritivo e que ajuda a dar energia neste momento tão importante.

Outro fator importante é manter o foco na hidratação. Além de essencial para a saúde do bebê, a água ajuda a controlar os inchaços, prevenir tonturas, prisão de ventre e ondas de calor típicas do período. Temos sucos com água de coco, chá verde, couve, todos preparados na hora para você.

Terceiro trimestre: os nutrientes que garantem um parto tranquilo

Haja energia! Como o período é de muito cansaço, o ideal é focar em uma dieta nutritiva.

Alguns desconfortos podem assumir o centro das atenções nessa fase. Sentirá muito mais fome, mas logo estará satisfeita. Faça seis refeições balanceadas todos os dias.

Invista em carboidratos não refinados, como arroz integral, cereais, macarrão integral e pães integrais, pois você precisará de muita energia para gerar um bebê. Nas lojas da Dna Natural temos várias receitas feitas especialmente para você, com arroz multi grãos e granola.

Cálcio e ferro merecem atenção especial, pois o bebê começa a esgotar a reserva da mãe. Combine alimentos ricos em ferro com bebidas que contenham a vitamina C, para maximizar a absorção do mineral.

Dica primordial

O segredo da alimentação balanceada na gestação está na moderação e na variedade, então não exagere nas quantidades e busque variar o cardápio sempre que for possível.

Uma futura mamãe bem nutrida garante uma gestação saudável e um parto tranquilo, sem riscos de complicações.

Consulte regularmente um médico e faça seu pré-natal de forma correta. Para saber mais do nosso cardápio acesse nosso site ou compareça em uma de nossas lojas.

Nós da DNA Natural desejamos a todas as mães uma gestação saudável e tranquila.

Alimentação saudável no ambiente de trabalho

er uma boa alimentação no trabalho faz o rendimento dobrar e dá maior disposição ao longo do dia. Principalmente quando seu serviço é ligado coordenação de atividades e exercícios físicos. Ingerindo os alimentos corretos nas refeições do seu dia-a-dia seu organismo desenvolve mais energia por estar recebendo os nutrientes adequados para continuar funcionando a todo vapor.

Por isso, para desempenhar melhor suas funções no trabalho é importante ter uma alimentação saudável. O ideal seria que as empresas incentivassem a boa nutrição de seus colaboradores, afinal o principal patrimônio de uma companhia é o capital humano. Diversos estudos apontam que para extrair a melhor performance no ambiente de trabalho é imprescindível investir na qualidade de vida do trabalhador.

Uma boa alimentação no trabalho:
  1. Melhora o sistema imunológico;
  2. Melhora o sistema digestivo evitando disbiose;
  3. Previne doenças;
  4. Auxilia na perda de peso e a manter;
  5. Melhora a qualidade do sono;
  6. Previne contra radicais livres;
  7. Fornece energia, dando disposição para atividades diárias;
  8. Melhora o humor;
O cardápio correto:
Café da manhã

– Com a correria do dia a dia, um dos erros cometidos na maioria da população é pular a refeição matutina, uma das refeições principias para o bom funcionamento do organismo, por isso não custa nada acordar um pouquinho mais cedo e preparar um bom café da manhã incluindo pão integral, frutas, iogurte desnatado, café preto e ou com leite, para começar o dia com energia e saúde.
– Lanches para comer ao longo do dia
– Para quem passa o dia inteiro fora trabalhando, é interessante levar frutas que são fáceis de serem transportadas como maçã, pera, goiaba, banana entre outras. As oleaginosas, como castanhas, amêndoas e nozes, os sucos e iogurtes são ótimas opções de lanche, também saciam e mantém o metabolismo funcionando bem até a hora do almoço e/ou jantar.

Cardápio (18)

Almoço saudável

– Por mais corrido que esteja o dia, é primordial fazer uma pausa para almoçar. Para não se sentir letárgico após a refeição, o ideal é optar por restaurantes que ofereçam comidas leves, mas, nem por isso, menos nutritivas. Como a DNA NATURAL.
– Fazer uma boa escolha na hora da refeição é fundamental, evitando o excesso de carboidratos (se comer arroz, evite o macarrão, por exemplo). Verduras e legumes também não podem faltar no prato do trabalhador, que deve sempre dar preferência para consumir esses alimentos crus ou cozidos.
– Na hora de escolher a proteína procure intercalar a carne vermelha com a branca (peixe e frango), opção mais saudável.

Cardápio (21)

Hidratação

– É essencial manter a hidratação em dia para se manter disposto executar as atividades com qualidade e disposição. Nesse sentido, nada substitui a boa e velha água.
– Sempre tome um copo ao acordar e, para se manter hidratado durante o dia, leve uma garrafinha com você na bolsa ou na mochila. A quantidade ideal de líquido a ser ingerida varia de acordo com a altura e peso, mas, de forma geral, dois litros por dia é uma boa média.
– Para variar, pode substituir as vezes, a água por outras opções saudáveis como sucos naturais, água de coco e água com gás, de preferência, natural. Fique longe de refrigerantes, inclusive os light, que são pobres em nutrientes e não ajudam em nada na

Cardápio (14)

Boa Noite de Sono

– Estudos apontam que sete horas de sono e alimentação equilibrada antes de ir para a cama fazem a diferença para a saúde. O recomendado é evitar alimentos pesados e optar por refeições como saladas, que são leves, sanduíches naturais e tapioca. Frituras e massas devem ficar fora do cardápio.

Cardápio (13)

Na DNA Natural o cardápio é variado, todos os pratos possuem quantidades adequadas de macro e micronutrientes essenciais para uma alimentação saudável, além de serem extremamente saborosos. Os sucos naturais são feitos com a própria fruta e sem adição de açúcares, preservando assim, todos os nutrientes do fruto.

Você sabe o que é a Dieta Crudivorismo?

Para quem não conhece essa dieta consiste em comer os alimentos cultivados no solo crus. O nome Crudivorismo está associado a “Cru” e também pode ser interpretada por raw food. Consiste em um padrão de alimentação diferente, onde pode comer alimentos que já estão prontos para consumo sem que tenha sofrido alguma interferência, como as carnes preparadas no fogo. É uma dieta muito confundida com vegetarianismo e veganismo.

É uma dieta rica em nutrientes e vitaminas por envolver apenas vegetais, frutas, sementes, cereais, oleaginosas  e legumes. Há ressalvas, você pode apenas cozinhar os alimentos em fogo de 40 graus para que não perca suas propriedades. Preparamos todo conteúdo sobre essa dieta, confira. mango-3684156_1920.jpg
O crudivorismo tem baixo teor de gordura e calorias, melhor utilização dos nutrientes, e é prático. Não provoca nenhum malefício agressivo à saúde em um primeiro momento.

Essa dieta pode trazer malefícios a saúde?

Desde que tomados os devidos cuidados com o frescor e a higienização, não há prejuízos na ingestão de alimentos crus, não há problema algum em tempera-los. O alimento pode perder nutrientes ao ser cozido, depende do alimento e da forma como é preparado.

Tudo que é mergulhado em água fervente geralmente perde boa parte do valor nutritivo.

As maiores perdas ocorrem em legumes e verduras, pois esses vegetais já contêm em si bastante água e acabam privados, em média, de 50% de suas vitaminas e sais minerais. Frutas, pelo mesmo motivo, também perdem altas doses de nutrientes quando cozidas. Por isso, o ideal é cozinhar no vapor. Com a panela aberta, perde-se de 40 a 60% da vitamina C dos vegetais. Já no vapor, a perda é de apenas 10 a 30%.  No caso do cálcio, a diferença é ainda maior: até 45% se vai com a panela aberta, enquanto, no vapor, vão-se no máximo 5%.

health-712980_1920.jpg

Alimentos permitidos na Dieta Crua são:
  • Frutas in natura: desidratadas e na forma de sucos
  • Legumes e verduras cruas
  • Alimentos fermentados: como chucrute e kimchi
  • Oleaginosas: como nozes, castanhas, amêndoas cruas (não devendo ser torradas)
  • Derivados de oleaginosas: como bebidas e manteigas
  • Óleos prensados a frio: como azeite de oliva e de coco
  • Ovos e laticínios: crus que não passaram por nenhum processo de pasteurização (ou seja, retirados diretamente da vaca ou galinha)
  • Carnes e peixes crus

O cardápio da Dna pode suprir uma dieta Crudivorismo, porque possui uma variedade de opções em saladas e sucos de fruta in natura. Venha conhecer nosso cardápio e ver que quase todas dietas se adaptam ao cardápio da Dna Natural.

 

Texto: Daiane F. Marcos

O que você precisa saber para começar uma dieta vegana

A dieta vegana exclui qualquer alimentos de origem animal, como carne, peixe, leite, queijo, ovos e mel. É uma dieta rica em fibras, grãos, frutas e legumes, esse tipo de dieta traz vantagens como diminuição o risco de doenças cardiovasculares, câncer e regula e ajuda no controle do peso e do trânsito intestinal. Porém, como qualquer dieta, quando a alimentação é muito restrita na variedade de alimentos, isso pode trazer pontos negativos como aumento do risco de problemas como anemia, osteoporose e prisão de ventre.

Importante os adeptos dessa dieta se submetam a exames de sangue regularmente para determinar se há carência de algum nutriente em especial.

Quais nutrientes e alimentos devo consumir?

No momento em que um grupo de alimentos é excluídos da rotina alimentar, como por exemplo, os alimentos de origem animal, consequentemente haverá carência de vitaminas e minerais que dificilmente são encontradas em verduras.

Vitamina B-12: É responsável pelo desenvolvimento de glóbulos vermelhos saudáveis e pode ajudar a prevenir a anemia. Ela só é encontrada em produtos de origem animal – e em alguns poucos tipos de algas.

Proteína: As proteínas ajudam a construir e manter os músculos, os órgãos, a pele e os ossos. Por isso, é essencial ingerir além de verduras e legumes, determinados produtos como frutas secas, sementes, produtos à base de soja, legumes, lentilhas e grãos, de forma a obter suficiente proteína.

Ômega-3: Outros nutrientes importantes e difíceis de suprir na dieta vegana é ômega 3, ferro e cálcio. Ômega-3 previne contra doenças cardiovasculares, sem ovos ou peixes na dieta, a recomendação é buscar produtos enriquecidos com ácidos graxos ômega-3 como linhaça e chia.

Ferro: O ferro é encontrado facilmente a partir de produtos de origem animal do que vegetal. Os veganos deve comer grandes porções de folhas verdes escuras, cereais integrais, feijão ou ervilha, lentilha, cereais enriquecidos e frutas secas para suprir a necessidade. Para aumentar a absorção de ferro, recomenda-se também comer alimentos ricos em vitamina C, como repolho, tomate, brócolis, morangos e limões.

Cálcio: O cálcio é importante para manter a saúde óssea, dessa forma os adeptos da dieta vegana podem usar substitutos como o leite de soja, amêndoas ou suco de frutas, cereais ou mesmo tofu com adição de cálcio. Folhas verde-escuras, como brócolis e couve, também contêm cálcio, mas sozinhas não são suficientes para suprir a necessidade de cálcio do organismo.

Vale lembrar que na DNA Natural temos a opção “Monte sua Salada” onde você pode consumir todos os nutrientes necessários para manter sua energia em dia. Além, é claro, dos melhores sucos naturais para deixar você refrescado.

suco.jpg

Como aumentar a massa muscular

Cada vez mais é cobrado da sociedade que você tenha um corpo ideal, esteja dentro dos padrões impostos. Mas o que muita gente não sabe é que padrão nem sempre é questão de saúde. Para manter a massa muscular a mínima possível não é fácil e às vezes dietas loucas são feitas, o mesmo acontece para quem deseja ganhar massa muscular, por isso esclarecer qualquer dúvida relacionado a isso é essencial. Vale ressaltar que nenhuma dieta louca é necessária e que caso você queira fazer uma dieta uma visita a nutricionista é muito bem vinda.

O que é a proteína?

A proteína é um polímero composto por diversas partículas menores, os aminoácidos, os quais, quebrados, são reorganizados e direcionados para compor vários elementos do nosso organismo. Dessa forma, uma alimentação rica em proteínas é essencial para a construção de massa magra, já que o componente primário de um músculo é, justamente, o aminoácido.

Além disso, diversos outros nutrientes, como vitaminas (por exemplo, as lipossolúveis do grupo B), gorduras e creatina são uma boa pedida. Nesse sentido, a importância de uma dieta equilibrada, composta por micro e macro nutrientes, essenciais para o bom funcionamento do corpo humano, deve ser considerada: de nada adianta a ingestão de alimentos específicos se for feita de forma equivocada.

Quais os benefícios de ganhar  massa muscular?

O ganho de massa muscular em relação a outra forma de ganho de peso impulsiona a liberação de neurotransmissores, responsáveis pela sensação de felicidade no indivíduo. Ou seja, do mesmo modo que proporciona satisfação, o ganho de massa muscular promove um desenvolvimento equilibrado, tento estético quanto eficiente, do corpo. Também faz-se necessária, além da alimentação equilibrada, a prática de exercícios físicos, que desenvolverão os músculos.

DNANatural_DEZ16_EdAndradeJunior-120_MeuExecutivoFrango

Então, uma dieta rica em proteínas, vitaminas e outros nutrientes, além da prática de atividades físicas e da boa passagem do sono são fundamentais para o ganho de massa. Na Dna Natural você encontra almoços, sucos, saladas, ricos nesses nutrientes e vitaminas específicos. Venha conferir.

Como manter a dieta na ceia de natal

Vale levar como meta pra 2019 novos hábitos alimentares em prol da sua saúde!!

Estamos na época considerada por muitos como a melhor do ano, confraternizações de fim de ano, Natal, Ano novo.. Mas não necessariamente precisamos jogar tudo pro alto e “enfiar o pé na jaca” né?  Se você teve objetivos saudáveis ou projetos fitness a ser alcançados durante este ano e não conseguiu, não se desespere ou fique triste. É possível continuar atrás dos seus objetivos mesmo com tantas comemorações cheias de tentações gastronômicas.

christmas-581754_1920

Como fazer para se controlar e não sair da dieta?

Tudo é questão de equilíbrio, se você mantem uma dieta equilibrada (com muita variedade!) e pratica exercícios físicos regularmente, não são 3 ou mais noites de comilança que irão fazer você engordar consideravelmente, já que pelo seu estilo equilibrado, é possível correr atrás do prejuízo sem tanto esforço. Agora, se você não se encaixa no estilo equilibrado, não se alimenta corretamente e não pratica exercícios físicos regularmente, com certeza é mais difícil correr atrás do “prejuízo”.

Resistindo as tentações…

Resistir das tentações não é tarefa fácil, é importante manter-se sempre hidratado (a). Aproveite os bons momentos do fim de ano com moderação nada é considerado exagero. Se você esta em busca de objetivos mais concretos (muitos atletas por exemplo, possuem dietas com muitas restrições), ou possui restrições alimentares, não há problema algum em levar sua marmita ao encontro natalino. Quer manter a dieta na noite de Natal? Coma muita salada com porções de proteína (exemplo: peru), e uma pequena porção de carboidrato da ceia.  O importante é participar das comemorações.

merry-christmas-2494184_1920

Tudo sobre a Dieta Paleolítica

O mundo fitness é carregado de receitas malucas para emagrecimento. Tem gente que faz de tudo para ter o corpo ideal e não se importa com as consequências que podem afetar a saúde nessas aventuras culinárias. Viver de shakes não é uma opção agradável para o corpo, que precisa de uma fonte de vitaminas para se manter saudável e pronto para receber qualquer dieta. Comer o mínimo possível também não é ideal, sendo que o corpo precisa de pelo menos três alimentações diariamente. Foi em busca dessas receitas malucas que as mais variadas dietas começaram a surgir.

food-1209503_1920

A alimentação de hoje em dia é basicamente excesso de carboidrato, açúcar e alimentos industrializados e processados impostos pela dieta contemporânea, que levam a quadros de diabetes, distúrbios metabólicos, problemas do coração, obesidade. Essa dieta o grupo dos carboidratos como os pães, massas e arroz são digeridos no estômago rapidamente elevando os níveis de glicose na corrente sanguínea, e a glicose em excesso pode ser metabolizada e transformada em gordura, levando ao acúmulo no tecido adiposo. Estes carboidratos refinados são excluídos da Dieta Paleolítica, contribuindo assim com o emagrecimento.

O que é a Dieta Paleo?

A dieta paleo (como também é conhecida) consiste numa alimentação de caça e de coleta de alimentos, a dieta paleolítica é composta de:

Frutas e vegetais: consumir grandes quantidades de vegetais, de preferência crus, e de 2 a 4 frutas por dia, de preferência cruas e com casca e bagaço.

É importante lembrar que as frutas, raízes e tubérculos como batata inglesa, batata doce, macaxeira e inhame são ricos em carboidratos, devendo serem consumidos em pequenas quantidades para favorecer a perda de peso.

Carne: pode ser consumida em grandes quantidades. O aumento desse consumo de alimentos proteicos ajuda a fortalecer a massa muscular e a dar mais saciedade ao corpo, ajudando a controlar a fome.

No entanto, é importante lembrar que em algumas situações o consumo excessivo de carnes deve ser evitado, como são os casos de doença renal crônica e gota.

Gorduras: a gordura presente nas carnes, além das gorduras presentes em alimentos como sementes, castanhas, amendoins, nozes, amêndoas, coco e abacate.

Quais os benefícios dessa dieta?

A dieta paleolítica prevê a eliminação do consumo de alimentos industrializados em geral, com glúten ou lactose, uma vez que o consumo destes alimentos atualmente pode estar associado ao ganho de peso, aparecimento de inflamações, distúrbios endócrinos e metabólicos.

picadinho

No cardápio da Dna Natural você encontra variedades em carnes e saladas, que contribuem na dieta paleolítica.

Tudo sobre Dieta Low Carb

Imagina fazer uma dieta livre de qualquer carboidrato. Você consegue se imaginar sem comer arroz ou macarrão? Ou alimentos derivados do trigo?  Batata mesmo, é melhor nem pensar. Assim funciona da dieta Low Carb, ela reduz o consumo de carboidrato e costuma balancear a alimentação para reduzir o apetite e mesmo assim saciar a fome.

Low Carb é uma dieta com pouco ou quase nada de carboidrato, o consumo deve ser menor que 150 gramas por dia (normalmente é de 50 a 150 gramas) . O carboidrato é substituído por alimentos ricos em proteínas e gorduras.

picadinho

Qualquer pessoa pode fazer essa dieta?

Sim, qualquer pessoa pode fazer. Esse tipo de protocolo pode ser utilizada praticamente em quase todas as doenças degenerativas.

Tem contraindicações?

Como é uma Dieta restrita, pode prejudicar a capacidade do indivíduo de praticar atividade física, por reduzir os estoques de glicogênio muscular e aumentar a fadiga durante o exercício, reduzindo o rendimento.

Os benefícios são:

Reduz o apetite;
Aumento da saciedade;
Aumenta os níveis de colesterol bom (HDL);
Controla os níveis de açúcar no sangue;
Previne a diabetes;
Reduz a pressão arterial;
Previne contra doenças cardíacas;
Eficaz nas doenças metabólicas;
Reduz os níveis de triglicerídeos no sangue.

PRATOS_DNA-5-6

Quais alimentos geralmente indicados para quem faz esse tipo de dieta?

Alimentos ricos em proteínas e gorduras são essenciais. No cardápio da Dna Natural você encontra essa dieta equilibrada pois nosso cardápio é pensado na sua saúde e elaborado por nutricionistas. Alimentos geralmente usados nessa dieta:

  • Carne bovina, porco, frango, peixe e frutos do mar;
  • Ovos;
  • Verduras e legumes;
  • Folhas verdes;
  • Abacate, coco, morango, kiwi, limão;
  • Outras frutas em pouca quantidade;
  • Sementes como chia e linhaça;
  • Oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas, amendoim);
  • Queijos
  • Gorduras e óleos como azeite de oliva, banha, óleo de coco, creme de leite, manteiga;
  • Batata, cenoura e beterraba em pouca quantidade;
  • Chocolate amargo;
  • Adoçantes naturais (xilitol, eritritol, stevia).
  • Suco detox, desde que sem adição de açúcar.

Atenção, é muito importante procurar orientação nutricional com um nutricionista antes de iniciar qualquer dieta, somente esse profissional pode diagnosticar e acompanhar o estado nutricional do seu corpo, prescrever dietas e suplementos dietéticos para indivíduos sadios e enfermos.

salmao